Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um adolescente foi morto com golpes de arma branca, durante a madrugada deste domingo, 02, no Bairro Araxá, zona sul de Macapá. Lucas Sena Martins, de 16 anos, levou três facadas do agressor: uma no peito, uma no braço direito e outra na testa.

O autor do crime, Fábio Ferreira Rodrigues, de 37 anos, foi agredido por populares e está internado no Hospital de Emergências em situação que inspira cuidados.

Ainda não foi esclarecida a motivação para o crime. Quando a equipe do 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM) da UPC/Araxá Pedrinhas chegou até o local, por volta das 4h30, havia uma briga generalizada. Vários elementos trocavam agressões na 7ª Avenida com Setentrional.

Quando a PM chegou no local havia uma briga generalizada. Fotos: Olho de Boto

Quando a PM chegou no local havia uma briga generalizada. Fotos: Olho de Boto

O irmão de Fábio Ferreira, identificado como João Paulo, estava também sendo alvo da ira dos populares. O assassino levou uma facada no peito e várias nas costas e foi removido do local de táxi.

Segundo testemunhas, a vítima transitava na 9ª Avenida quando Fábio Ferreira apareceu e mostrou a faca para ele. O homem e o garoto começaram a conversar quando de repente Fábio começou a desferir as facadas contra Lucas. A vítima então caiu no chão e foi ajudada por pessoas que estavam no local. Ele foi levado carregado para a 7ª Avenida com a setentrional, para aguardar atendimento médico, porém, quando o socorro chegou, já não havia mais o que fazer.

De acordo com o sargento Benício, do 1º BPM/Araxá, os populares usaram a faca que Fábio usou contra Lucas no próprio assassino.

Comunidade reagiu contra assassino

Comunidade reagiu contra assassino

“Se a equipe não se depara com a situação, os populares teriam matado Fábio e seu irmão, João Paulo. Entramos em contato com a esposa do Fábio, que o acompanha no hospital, e a situação dele é delicada”, disse o sargento.

O policial acredita que o crime tenha ocorrido por motivo banal, provavelmente por bebedeira, pois os dois envolvidos não tinham passagem pela polícia. Sargento Benício disse ainda que apesar da violência do caso, a criminalidade tem diminuído significativamente no Bairro do Araxá, graças as rondas ostensivas que tem sido feitas. 

“Nem os entregadores de gás estavam podendo trabalhar aqui, porque eles não tinham coragem de entrar, mas hoje mudou devido a intensificação do policiamento, a gente faz abordagem, entra nas pontes, e isso melhorou muito”, explicou.

Fábio Ferreira está internado em estado grave

Fábio Ferreira está internado em estado grave

Compartilhamentos