Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma mulher foi encontrada morta na manhã desta segunda-feira, 3, em um ramal da Rodovia Duca Serra, próximo do Distrito do Coração, na zona oeste da capital. Ela estava seminua e foi estuprada.

O corpo ainda não foi identificado. A vítima é branca, cabelos lisos e com cerca de 30 anos. Foram populares que encontraram o cadáver e chamaram a polícia logo no início da manhã.

“Provavelmente sofreu abuso sexual e tem um ferimento na cabeça que não sabemos precisar se foi arma de fogo ou arma branca”, comentou o tenente Eliton, do 6º Batalhão da PM.

Até agora a polícia não localizou testemunhas do crime, mas uma atendente de um bar disse que atendeu uma mulher parecida com a vítima.

“Uma moça com essas caraterísticas comprou uma carteira de cigarros informando para a atendente do bar que havia sido estuprada”, relatou o oficial.

Perícia confirmou que mulher morreu com tiro na nuca. Fotos: Olho de Boto

Perícia confirmou que mulher morreu com tiro na nuca. Fotos: Olho de Boto

Ou seja, a morte teria ocorrido depois do estupro. Contudo, a mulher foi encontrada sem calcinha, o que pode indicar que ela foi vítima de estupro pelo menos duas vezes na mesma noite.

A Delegacia de Homicídios ainda não ouviu a atendente, mas confirmou a causa da morte com peritos da Polícia Técnica do Amapá (Politec).

“Ainda não confirmamos se esse relato é verídico, o fato é que ela foi vítima de uma execução. Levou um tiro na nuca”, confirmou o delegado Alan Moutinho, que esteve no local do crime com uma equipe.

No local não foi possível precisar a hora da morte, mas o delegado Alan Moutinho tem certeza que ocorreu durante a madrugada. 

Um morador das redondezas que está com uma filha desaparecida foi até o local para fazer o reconhecimento.

“Não é ela. Minha filha não usa brinco. O cabelo dessa é liso, e o da minha filha é enroladinho. Minha filha é mais escura também”, comparou.

Compartilhamentos