Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A equipe do 2º Batalhão da Polícia Militar (2ºBPM) realizou na noite de sexta-feira, 31, a apreensão de um veículo roubado no Estado de Goiás que rodava em Macapá com a placa clonada. A falsa numeração do veículo, um Toyota Corolla 2015/16, era de outro Estado, Tocantins. O carro foi interceptado na Rua Marabaixo, no Bairro Novo Horizonte, zona norte da capital amapaense.

De acordo com informações do 2º BPM, a inteligência da polícia já monitorava o suspeito até que a abordagem foi realizada. Durante as buscas sobre a identificação do veículo, foram descobertas várias adulterações, como na placa, no chassi e no motor. Então os policiais detectaram que havia restrição de roubo e furto sobre o carro. A vítima foi localizada e confirmou a origem do veículo no Estado de Goiás.

Polícia já monitorava veículo suspeito. Fotos: Olho de Boto

Polícia já monitorava veículo suspeito. Fotos: Olho de Boto

Os policiais do 2º BPM descobriram ainda que a placa do veículo era clonada do Estado de Tocantins. Foi feito contato com a dona do carro que foi clonado, que também confirmou a suspeita.

“Ela inclusive passou uma foto via Whatsapp que o carro estava na casa dela e até multas do Estado do Amapá haviam chegado pra ela”, explicou o al. cabo Fernando, do Bope, que participou do trabalho de identificação do veículo.

O indivíduo que estava no Corolla foi encaminhado para o Ciosp do Pacoval para esclarecimentos. Mas, segundo o policial, apresentou diferentes versões sobre a procedência do carro, ora dizendo que o mesmo estava em sua posse para testes, pois o condutor tinha interesse em comprá-lo, ora dizia que o carro estava emprestado, ora dizia que tinha trocado.

Com informações repassadas pelo indivíduo, a polícia localizou a residência da pessoa que, segundo o condutor, se dizia dona do carro, mas conseguiu contato apenas com o pai do homem, que confirmou a posse do carro, mas que ele havia sumido da casa esses dias. Segundo o pai, o filho estaria rodando em outro carro, um Corolla de cor branca. A Polícia Militar segue em busca do paradeiro do falso proprietário do carro roubado.

Procedência do carro detectada

Procedência do carro detectada

De acordo com o cabo Fernando, os cursos na área de identificação veicular que têm sido realizados no Estado tem contribuído para que esse tipo de trabalho tenha tido maior êxito pela polícia.

“Ano passado fizemos um curso realizado pelo Bope, que participaram PRF, BPRE, BPTran, juntamente com os policiais da Rotam, do Choque e do Giro, e depois dessas instruções melhorou muito essa parte de veículos roubados no estado”, afirmou o al. cabo do Bope.

Compartilhamentos