Compartilhamentos

REDAÇÃO

O Sindicato dos Rodoviários (Sincotrap) e outras entidades de trabalhadores fizeram piquetes na frente das garagens para impedir a saída dos ônibus às 6h desta sexta-feira (28), em Macapá. A entidade diz que se houver retaliação por parte das empresas haverá greve por tempo indeterminado.

Um dos piquetes foi montado na frente da garagem da empresa Expresso Marco Zero, no Bairro Novo Horizonte, na zona norte de Macapá. Sindicalistas usaram megafones para pedir aos trabalhadores que continuassem dentro das empresas e só saíssem para circular depois das 8h.

O presidente da entidade, Genival Cruz, disse que as empresas foram avisadas oficialmente com 72 horas de antecedência, e que não se trata de greve.

Sindicalistas pedem adesão dos rodoviários. Fotos: Olho de Boto

PM acompanhou a manifestação

“É apenas um protesto, diferente de outras capitais onde a categoria vai parar o dia todo. Nós fizemos tudo dentro da lei. Fizemos assembleia, comunicamos prefeitura, empresas e não vamos aceitar nenhum tipo de retaliação. Se houver nós vamos fazer greve”, antecipou Cruz.

O Sincotrap estima que adesão à paralisação foi de 90% da categoria. Às 8h os ônibus começaram a circular.

A Polícia Militar foi chamada para acompanhar o movimento na frente das garagens, mas não houve ocorrências.

O setor de transporte coletivo tem cerca de 2 mil trabalhadores e seis empresas em circulação. O Sindicato das Empresas (Setap) chegou a dizer na quinta-feira (27) que não haveria paralisação.

Às 8h os ônibus foram liberados

Compartilhamentos