Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

Desde que nasceu, o pequeno Ravi Garcia Viana enfrenta uma batalha nada fácil de ser vencida. Já são mais de 15 meses de internação na luta contra o câncer. Um tumor permanece em um de seus pulmões, e médicos fazem de tudo para lhe manter com vida. Ele nasceu de forma prematura, o que garante mais instabilidade.

O pequeno Ravi já se tornou referência de superação para aqueles que o conhecem. Filho de pais que moram na segunda mais populosa cidade do Amapá, o município de Santana, o menino vem ensinando a todos a como ser guerreiro.

Ele está internado em um hospital especializado no tratamento oncológico, no Estado de São Paulo, desde o dia 24 de agosto do ano passado. Já passou por uma cirurgia e os médicos vão fazer uma nova avaliação para saber se haverá necessidade de uma nova operação. Sessões de quimioterapia são frequentes.

Rifa vai ajudar nas despesas da família em SP. Fotos: arquivo familiar

Enquanto Ravi reage ao tratamento no hospital, a família e amigos, buscam refúgio em orações e contam com a solidariedade das pessoas.

“Lá, o Ravi está numa casa de apoio que não tem ajuda governamental. É uma instituição filantrópica. Ele fica lá quando recebe alta. Às vezes é 5 dias no Hospital, 3 dias na casa de apoio. É pago um valor por mês para ajudar na manutenção. A família precisa de dinheiro para custear várias despesas”, informou uma das tias dele, Morena Trindade.

Para pagar despesas da estadia em São Paulo, a família necessita de ajuda. Neste sábado (6), será realizada uma rifa com o sorteio de vários prêmios. Cada cupom custa R$ 5. Será na avenida 7 de setembro, nº 1635, entre as ruas Adalvaro Cavalcante e Euclides Rodrigues, no Centro de Santana, às 16h.

“Queremos agradecer todo o apoio que estamos recebendo da família e amigos em prol da saúde do nosso pequeno Ravi. E venho pedir ajuda para que mais pessoas possam somar com a nossa luta. Essa rifa vai nos ajudar muito. Haverá venda de comidas, bebidas e apresentação de bandas ao vivo. Nos ajude”, pediu a mãe do garoto, Mariana Garcia.

Quem puder ajudar com outras doações é só entrar em contato nos telefones: 9 9110-9183 – 9 9164-1694. Esses telefones são dos pais.

Compartilhamentos