Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Há 48hs que o presidente da ONG Carlos Daniel, Agenilson Pereira espera aflito em São Paulo uma resposta da empresa aérea Latam sobre o extravio das suas bagagens. Os objetos pessoais dele continham presentes para crianças amapaenses que fazem tratamento contra o câncer na capital paulista.

Agenilson falou com o portal SELESNAFES.COM por telefone de São Paulo. Ele contou que soube do extravio da bagagem às 11h30 do dia 3 de maio. Até às 12h desta sexta-feira (5) a empresa aérea ainda procurava as malas dele.

“É a primeira vez que isso acontece, mas eu descobri que tem muitos casos dessa natureza acontecendo aqui. Isso me ocasionou um transtorno porque eu tenho data de retorno. Eu tenho que fazer essa entrega”, frisou o presidente da ONG.

Brinquedos foram doados por empresa. Fotos: ONG Carlos Daniel

Ele já abriu um processo sobre o extravio da bagagem que continha duas caixas com 50 presentes infantis doados à ONG pela HI Happy e um isopor com 5 litros de açaí. Tudo seria doado para as crianças amapaenses cadastradas na ONG que fazem tratamento em São Paulo.

“Como temos muitos brinquedos, também quero fazer umas doações na Casa de apoio instituto Luz da Manhã, mas vou ter que esperar acharem a bagagem”, destacou Agenilson que tem viagem de retorno marcada para quarta-feira (10).

Reclamação contra a empresa. Respostas até o momento foram vagas

Até o momento, a única resposta que Agenilson tem da empresa aérea foi dada no balcão de atendimento após a abertura de uma reclamação. Ele continua em São Paulo, sem visitar as crianças, na espera da bagagem.

Compartilhamentos