Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Os esportes individuais no Amapá continuam longe de terem apoio contínuo, seja do poder público ou da iniciativa privada. Exemplo disso é o que acontece com o campeão mundial e pan-americano de jiu-jitsu de 2014, Moisés dos Anjos, de 30 anos. Com a ajuda de amigos e parentes, ele precisou organizar uma rifa para juntar dinheiro e disputar o mundial de 2017, que será em São Paulo.

Moisés coleciona títulos regionais, nacionais e mundiais na carreira. O primeiro internacional importante, o mundial na categoria médio (até 82 kg), foi conquistado em 2013. O feito foi repetido em 2014, mesmo ano que conquistou também outro campeonato internacional, o pan-americano.

“Em todas as vezes que viajei, eu voltei com o título”, lembra com orgulho.

Campeão mundial em 2014. Fotos: arquivo pessoal

“Todas as vezes que viajei, voltei com título”

Moisés conquistou mundial e pan-americano no mesmo ano, em 2013

Mas a situação é complicada, e Moisés não está sozinho. Outros atletas da mesma academia dele e de outras estão na mesma mobilização por patrocínio e apoio.

Passagens, estadia e alimentação são os objetivos, mas como os custos são relativamente elevados, a rifa irá apenas ajudar. O sorteio será no dia 11 de junho, no Bairro do Muca, na zona sul de Macapá. Empresas que quiserem ter a marca estampada no uniforme do atleta poderá fazer contato pelo telefone: 98115-7379 (WhatsApp).

Coleção de medalhas

Uma carreira premiada com vitórias

Bilhete da rifa: outros atletas também estão “correndo atrás

Compartilhamentos