Capacete não resiste, e motociclista tem crânio esmagado

O motorista do caminhão fugiu do local. Foi a segunda morte em 24 horas na AP-70
Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um homem de 51 anos morreu na noite desta segunda-feira (9) ao ter a cabeça esmagada por um caminhão. Ele usava capacete na hora do acidente, mas o equipamento de segurança não resistiu ao peso do veículo.

O acidente ocorreu por volta das 22h, no trecho urbano da Rodovia AP-70, próximo do Bairro Jardim Felicidade II, zona norte de Macapá.   

A vítima foi identificada como Alberto Guimarães do Nascimento, de 51 anos. De acordo com o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), a vítima trafegava no sentido zona norte/centro quando foi atingida pelo caminhão.  

O motorista do que pode ser uma caçamba fugiu do local, e até agora não foi identificado. Também não há testemunhas.

“A equipe realizou diligências, ouviu alguns populares, mas ninguém soube informar o que de fato ocorreu. Supostamente uma caçamba azul estaria envolvida, porque foi o veículo que passou por ali naquele momento”, comentou a tenente Angélica, do BPRE.

Peritos da Polícia Técnica do Amapá (Politec) estiveram no local para analisar o local do acidente. Somente o laudo vai determinar quem causou a tragédia. Alberto Guimarães do Nascimento dirigia uma motocicleta Titan de cor amarela que foi entregue à família.

No domingo (7), um universitário morreu ao colidir com um búfalo também na AP-70. Foto: Olho de Boto

O BPRE recomenda a todos para que permaneçam no local do acidente, independentemente do estado das vítimas.

“Esse motorista se evadiu, omitiu socorro e não prestou nenhuma assistência. É extremamente grave”, classificou a oficial do batalhão.

Foi a segunda morte em menos de 24 horas na Rodovia AP-70. Na noite de domingo (7), um universitário morreu ao colidir contra um búfalo no KM 34 do Distrito do Abacate da Pedreira, na zona rural de Macapá.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.