Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Foram divulgados nesta terça-feira (9) pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AP) os dados com as principais reclamações feitas ao órgãos nos primeiros meses de 2017. Dos cerca de 2,8 mil atendimentos feitos até abril, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) lidera o ranking com 453 queixas de clientes.

Os principais questionamentos apresentados pelos consumidores, segundo o Procon, estão relacionados com o reajuste tarifário e a instalação de novos medidores de energia.

De acordo com o diretor-presidente do órgão, Eliton Rocha, o Procon planeja, nos próximos dias, assinar um Termo de Cooperação que cria um guichê exclusivo para atendimentos relacionados à CEA.

“Vamos utilizar este guichê para atender essas demandas do consumidor da CEA. Com isso, vamos tentar solucionar aqui com o nosso atendimento jurídico, evitando encaminhar a demanda para o Tribunal de Justiça”, disse o gestor.

A previsão é de que o guichê comece a funcionar assim que o Procon mudar de endereço, para um prédio maior, localizado na Avenida Padre Júlio, esquina com a Rua Dr. Marcelo Cândia, no bairro Santa Rita, em até 30 dias.

O presidente do Procon-AP disse ainda que as negociações que têm sido feitas, sob mediação do órgão, são a principal saída para não sobrecarregar o judiciário e dar solução para o problema. 

“Agora estamos conseguindo fazer a conciliação entre as partes, onde o pagamento muitas vezes é revisto e até mesmo parcelado, possibilitando o pagamento do consumidor”, concluiu.

Compartilhamentos