Com doação, PMs compram uniformes para crianças de projeto social

Recurso é de penas alternativas, e foi doado pela Justiça. Projeto social funciona em escola do Bairro Perpétuo Socorro
Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Cem kits de uniformes esportivos foram entregues para garotos que participam de um projeto social no Bairro Perpétuo Socorro, na zona leste de Macapá. A cerimônia aconteceu no fim da tarde desta sexta-feira (19), na Escola Estadual Mário Andreazza.

Garotos de 8 a 16 anos participam do projeto desenvolvido pelo Policiamento Escolar do 6º Batalhão da Polícia Militar. Camisas, shorts, meiões e chuteiras estão entre os itens distribuídos pelo Batalhão.

Os pais participaram da festa que também contou com a participação da orquestra da PM. Houve sorteio de prêmios e os garotos puderam testar os uniformes.

Pais prestigiaram cerimônia de doação do novo material. Fotos: André Silva

“Me sinto muito orgulhoso em ver meu filho participando desse projeto. O bom é que tira o menino do ócio e ele aprende um pouco de disciplina”, aprovou Aloísio do Carmo Pantoja, de 43 anos, que tem um filho de 11 anos que participa do grupo.

O cheque no valor de R$ 15,9 mil foi doado pela Justiça do Amapá por meio da Vara de Medidas Alternativas (Vepma), coordenada pelo juiz Marcelo Funfas. O dinheiro é fruto de arrecadação de penas alternativas, onde o réu sentenciado por um crime de menor potencial ofensivo é condenado a pagar um valor em dinheiro.

Aloísio do Carmo Pantoja: orgulho em ver o filho no projeto

O tenente Marcelo Moraes, coordenador do projeto, já foi aluno da Escola Estadual Mário Andressa onde acontece o projeto. Ele disse que também já passou por projetos semelhantes a esse.

“Não queremos que eles sejam Messi ou Cristiano Ronaldo, se forem a gente agradece a Deus pela sorte deles,  mas a intenção é torná-los cidadãos”, afirmou o tenente.

Marcelo Moraes: formando cidadãos

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.