Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O Conselho Tutelar da Zona Sul de Macapá comunicou a polícia e notificou os pais de um bebê de apenas 4 meses. A criança deu entrada já em óbito no fim da noite de terça-feira (30), no Pronto Atendimento Infantil (PAI), em Macapá. A suspeita é de maus tratos.

Segundo o conselho, a médica de plantão confirmou que a menina tinha fraturas nas costelas e em um dos braços; e já teria chegado morta ao hospital.

O conselheiro Márcio Barreto conversou com os pais. Eles alegaram que a filha estava em tratamento no PAI na semana passada, mas o médico de plantão teria dado alta para a criança.

“Mas a médica me informou que na verdade os pais se evadiram com a criança do hospital, porque eles iam levar o bebê para receber a cura de um pastor”, explica o conselheiro.

Por volta das 22h desta terça, a menina foi levada de volta ao PAI, mas já estava morta. 

Os pais, que moram no Bairro do Buritizal, na zona sul de Macapá, foram encaminhados ao conselho, onde prestaram depoimento alegando que as fraturas foram causadas por outro filho de três anos que dormia junto com o bebê.

Os pais foram notificados a retornar nesta quinta-feira (1º) com todos os exames e radiografia da criança.

“Também pedi que a Polícia Técnica faça a perícia no corpo da criança para determinar qual foi a causa da morte”, concluiu o conselheiro.

Compartilhamentos