Compartilhamentos

COLUNA EM OFF, por SELES NAFES

Robson

O ex-prefeito de Santana, Robson Rocha (PR), negocia participação no governo Waldez Góes (PDT). As conversas estariam bem adiantadas, com grandes possibilidades de Robson ser nomeado secretário adjunto de Cidades. Iria auxiliar o titular da pasta, Alcy Matos. Há duas semanas, outro ex-prefeito assumiu a Secretaria de Cultura. Dilson Borges é cota do PMDB, de Gilvam Borges.

Desporto

Outra mudança pode ocorrer na Secretaria de Desporto e Lazer, hoje comandada por Júnior Maciel. Edinoelson Trindade, o “Careca”, que já tinha dirigido a Sedel por quase dois anos, foi sondado para ocupar a secretaria adjunta. Teria a missão de contribuir com Maciel, que acaba de assumir a presidência da Confederação Nacional de Taekowndo.

Careca, que conversou com o governador Waldez na semana passada sobre o assunto, também teve convite do senador Davi Alcolumbre (DEM) para trabalhar com projetos esportivos na prefeitura da capital.

Autonomia do STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) não precisa mais de autorização das assembleias legislativas para instruir processos contra governadores. A decisão foi do Supremo Tribunal Federal (STF) ao julgar, esta semana, casos do Piauí, Acre e Mato Grosso. Os ministros resolveram estender a decisão a todo o país. No ano passado e este ano, a Assembleia Legislativa do Amapá rejeitou dois pedidos do STJ para processar o governador Waldez Góes (PDT).  

Ameap

Esta semana o prefeito de Santana, Ofirney Sadala (PHS), passou pelos municípios de Pedra Branca do Amapari e Porto Grande. Como novo presidente da Associação dos Municípios (Ameap), ele foi acompanhar os festejos do aniversário das duas cidades e levar uma mensagem de mobilização para os colegas prefeitos. Alguns andam afastados da Ameap.

Só na ameaça  

O vereador Japão (PDT) não cumpriu a ameaça e segurou o requerimento que ele prometia colocar em votação na última quinta-feira (4) na Câmara de Macapá. Com uma possível aprovação do documento, ele pretendia ver afastada do cargo a secretária de Saúde de Macapá, Silvana Vedovelli. O parlamentar acusa a gestora de desobedecer a uma convocação, mesmo após ela ter solicitado o agendamento da visita ao plenário para o próximo dia 11.  

Ofensas

Cresce a quantidade de processos judiciais em Macapá movidos por causa de ofensas nas redes sociais. Evocando a liberdade de expressão, muitos se acham no direito de acusar e até xingar outras pessoas. Estão aprendendo da pior maneira possível que é preciso ter cautela antes de julgar, e respeito ao criticar.

Nas condenações por calúnia e difamação, os juízes estão arbitrando multas de R$ 5 mil ou prestação de serviços comunitários, quando se trata de ação penal.

Compartilhamentos