Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

Mais uma vez, centenas de estudantes ganharam as ruas de Santana, o segundo mais populoso município do Amapá, pedindo o fim da violência e extermínio juvenil. A marcha ocorreu no último sábado (20) e percorreu o centro da cidade.

Com cartazes nas mãos e um carro som, os jovens santanenses alertavam e pediam paz.

Manifestação é organizada pela Pastoral da Juventude desde 2013. Fotos: cedidas pela organização do movimento

“É muito importante como forma de alertar e sensibilizar a respeito de uma realidade tão chocante e tão alarmante que é a violência dentro do município de Santana. A juventude tem tido índices crescentes se relacionando com a violência, é necessário que também haja um olhar do poder público”, disse o estudante Manoel Dario.

A iniciativa da caminhada partiu da Pastoral da Juventude de Santana, que tem acompanhado os inúmeros casos de violência envolvendo jovens da cidade.

Os dados estatísticos deste ano ainda não foram fechados pelas delegacias, mas há relatos de crimes bárbaros envolvendo jovens, segundo a Pastoral da Juventude.

Estudantes pedem paz

No dia 08 de maio passado, um estudante da Escola Estadual José Barroso Tostes, foi vítima de assaltantes. Ele levou uma facada no pescoço e permanece internado em Hospital de Macapá.

O caso ganhou repercussão e chocou a sociedade santanense.

“É por isso que viemos para as ruas, para pedir o fim dessa violência desordenada”, disse Alex Lima, estudante.

Irreverência também marcou manifestação

“Nós iniciamos a marcha em 2013 e desde lá a gente vem mapeando as principais violências contra jovens que são vítimas de arma de fogo, arma branca, suicídio e agressões físicas. Então desde 2013 a gente vê que os índices só aumentam. E a campanha vem justamente para fazer a denúncia e pedir mais ações do poder público”, informou Luciano Tavares, coordenador da Pastoral da Juventude.

Ato percorreu centro da cidade

Compartilhamentos