Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A família de um empresário vai demorar para superar as lembranças dos momentos de intenso terror que viveram nas mãos de bandidos na madrugada deste domingo (28).

Eram 3h30min quando a família foi surpreendida dentro de casa por quatro homens com armas de fogo anunciando o assalto. A residência fica no Bairro Infraero I, na zona norte de Macapá, nos altos de um estabelecimento comercial.

“Amarraram a gente, deram coronhada na nossa cabeça. Amarraram eu e meu filho, e levaram minha esposa e minha filha pelo cabelo pra jogar elas no quarto. O cara é louco. Espero nunca encontrar com ele de novo”, disse o empresário.

“Minha filha e minha esposa estão abaladas. Não querem mais ficar em casa”, acrescentou.

O quarto do filho foi arrombado por um dos bandidos. 

“Eu estava no meu quarto e ouvi meu pai gritando. Eu fechei a porta, mas nisso já veio o assaltante empurrando e quebrou a porta. Ele veio pra cima de mim com uma arma e mandou eu entregar meu celular. Eu tinha jogado o celular embaixo da cama, mas ele apontou a arma engatilhada na minha cabeça e eu entreguei”, lembra o filho adolescente.

Em seguida, o rapaz foi levado para o quarto do pai.

“Ele (o criminoso) estava dando coronhadas no meu pai. Foi quando eu abracei ele e pedi para pararem”, lembra o adolescente, que também passou a ser agredido com coronhadas e depois amarrado.

Um dos criminosos ficou dentro do quarto com a esposa e a filha, enquanto outros reviravam a casa.

“Um deles viu um blazer do meu pai e pensou que ele era policial. Aí tinha outro que dizia pra estourar os nossos miolos. Então um deles perguntou: vocês moram numa mansão e não têm ouro? Foi uma noite terrível”, concluiu o rapaz, ainda visivelmente abalado.

Ocorrência atendida pelo 2º BPM

Tenente Carlos: já existem suspeitos

Os criminosos não usavam nada para esconder os rostos. Eles fugiram no carro da família, um Voyage prata (foto de capa), levando dois televisores, joias e outros aparelhos eletrônicos, além das câmeras de segurança da casa. O veículo foi localizado pela manhã na orla do Bairro Cidade Nova. Os produtos não foram recuperados.

A PM pediu que a população denuncie os criminosos pelo 190 ou qualquer disque denúncia.

“Já há suspeitos do assalto e repassamos essa informação para a Polícia Civil”, comentou o tenente Carlos, do 2º BPM.

Compartilhamentos