Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Fiscais de dois órgãos estaduais e um federal fecharam um garimpo ilegal montado no  município de Pedra Branca do Amapari, a 188 quilômetros de Macapá. A área tinha uma licença que permitia apenas a pesquisa de viabilidade mineral.

A operação foi realizada por equipes dos institutos de Meio Ambiente e de Florestas do Amapá (Imap e IEF), e do Ibama, numa área que fica próximo de uma aldeia Waiãpi.

O IEF informou que a área possuía uma licença para pessoa física concedida pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). O documento venceu no ano passado.

Quando as equipes chegaram ao local, encontraram retroescavadeiras, moto-bombas, gerador de energia, britadeiras eletrônicas, entre outros equipamentos. Todo o material foi apreendido.

 “Durante a ação de vistoria, detectamos além da licença vencida, a criação de uma infraestrutura para exploração de minério, como extensão dos ramais, construção de pontes e maquinário no local caracterizando crime ambiental”, explicou o chefe do Núcleo de Gestão da Floresta Estadual do Amapá (Flota) do IEF, Eraldo Neves.

O responsável pela área teve a licença cancelada em definitivo, e será multado. Os fiscais fotografaram todo o material para elaboração do auto de infração. O material apreendido ainda será transportado para Macapá nesta semana.

Compartilhamentos