Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O governo do Estado lançou terça-feira (16) o edital para a seleção da Organização Social de Saúde (OSS) que irá administrar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Sul, que está em fase final de construção. Com o novo modelo, o Executivo diz que poderá gastar menos e ter mais eficiência no atendimento.

O edital propõe que entidades do terceiro setor (ongs) colaborem com a administração por meio de parcerias para a realização de serviços públicos.

“Vamos ter ganhos no atendimento, diminuir o custo e desperdício. E a partir da assinatura do contrato é possível gastar menos. A princípio, já temos 5 organizações habilitadas no Amapá para participar da seleção”, frisou o governador do Estado, Waldez Góes.

Primeiro edital foi lançado para UPA da Zona Sul. Fotos: Cássia Lima

Otimização de recursos

Hoje o custo da Unidade é de R$ 1,3 milhão, mas a estimativa é de uma redução de até R$ 300 mil.

“Nós já decidimos que vamos trabalhar com esse modelo em 4 unidades, são modelos que têm uma eficiência altíssima e temos exemplos disso no Pará. A entidade fará todo o processo de atendimento com tudo acompanhado pelos órgãos fiscalizadores”, destacou o governador.

As unidades que serão posteriormente beneficiadas com o edital são: UPA da Zona Norte, UPA do Laranjal do Jari e da Maternidade.

O que são as OSs?

Pessoas jurídicas associadas sem a finalidade lucrativa, obtêm da União, de estados da federação ou de municípios, conforme o caso, a qualificação de Organizações Sociais (OSs).

Compartilhamentos