Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Uma mulher anunciou em um grupo da rede social Facebook chamado “OLX Macapá” a doação de uma criança. Segundo ela, na postagem, a mãe não tem condições de criar o bebê.

O anúncio no grupo de compra e venda foi feito às 11h desta terça-feira (2). A mulher que postou a informação diz ser amiga da mãe da criança. Ela ainda diz que aconselhou a mãe a dar o bebê.

Por questões legais, o portal SELESNAFES.COM não vai divulgar o nome da mulher que fez o anúncio, mas no Facebook há prints (fotos da postagem) do caso em vários grupos. A reportagem ligou para o telefone anunciado várias vezes, mas as chamadas caíram na caixa postal. 

Para o advogado, Elsonias Martins, o anúncio é crime, estando em um site ou não. O ideal seria a mãe procurar o Conselho Tutelar ou a Vara da Infância do Tribunal de Justiça de Macapá, já que o caso pode  ser mais complexo do que parece.

“O Ministério Público pode ofertar investigar e ofertar denúncia contra a amiga e a mãe. É importante destacar que ações de doação como essas devem ser legais e qualquer rede social não é própria pra isso”, explicou o advogado.

Segundo Elsonias, assim como a mãe parece não ter condições de cuidar da filha, tem gente que pode fazer isso e que está na fila de adoção. Mas realizar o ato por meio do site é errado.

“A mulher está expondo a vida dela, da mãe e da criança. Ela pode ser processada e sofrer legalmente e os pais podem sofrer com ação de destituição da criança pra um abrigo”, frisou Elsonias Martins.

A Secretaria de Assistência Social e Trabalho de Macapá (Semast), por meio do Complexo Macapá Criança informou ao portal que recebeu a postagem pela manhã e já iniciou investigações do caso.

Compartilhamentos