Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Vinte e uma estacas e tachões foram colocados às margens do Canal do Beirol, na zona sul de Macapá, nesta quinta-feira (18). O objetivo é sinalizar o perímetro e impedir que carros voltem a mergulhar nas águas do canal.

O trabalho que é considerado paliativo, e iniciou na manhã desta quinta-feira (18). A Companhia de Trânsito de Macapá (CTMac) informou que o local é o mais crítico no momento.

O trabalho parou, e retorna na próxima semana para dar continuidade na sinalização de toda a margem do canal por onde passa o asfalto. Além dos piquetes e tachões, a instituição pretende colocar sinalização vertical e horizontal (pinturas e placas).

Trabalho deu prioridade para o local onde dois acidentes idênticos ocorreram. Fotos: André Silva

CTMac diz que, por enquanto, se trata apenas de sinalização

“Em decorrência dos acidentes que já aconteceram ali, nós precisávamos tomar uma providência mesmo que seja paliativa. No futuro queremos instalar guard rail (proteção de metal) que é o mais indicado para o local”, falou o presidente da CTMac, André Lima.

Para seu Luis Pantoja, de 70 anos, o motorista que não enxergar os piquetes poderá acabar dentro do canal, novamente. Ele acredita que a estrutura deveria ser mais reforçada.

“Isso aí não aguenta nada. Se o motorista sair do motel e não ver essas paus aí, ele cai”, falou o homem.

Jairo Costa, morador: as pessoas não tinham nem noção onde ficava o início da margem

Luis Pantoja: isso não aguenta nada

Outro morador, Jairo Costa, de 59 anos, é mais confiante. Para ele, os piquetes já ajudam a deixar o perigo mais visível.

“Às vezes as pessoas nem tinham noção de onde ficava o início da margem do canal, agora com essa sinalização ele pode ter se sentir mais seguro”, opinou Costa.

Nos dias 30 de abril e 14 de maio, dois carros caíram exatamente no mesmo ponto, na porta de um motel. Em dezembro do ano passado, próximo dali, dois irmãos morreram afogados dentro do carro que também despencou para dentro do canal. 

Dia 14 de maio: mais uma vez carro mergulha no canal bem na porta do motel. Foto: Olho de Boto

Compartilhamentos