Compartilhamentos

SELES NAFES

Os dois grupos que hoje travam uma guerra pela direção do PT no Amapá entraram em acordo e decidiram realizar uma nova eleição. Uma comissão interna do diretório nacional já havia dado parecer pelo cancelamento do pleito.

O ex-deputado estadual, Joel Banha, e o ex-prefeito de Santana, Antônio Nogueira, estão em Brasília, desde o início da manhã desta terça-feira (29), negociando as condições do acordo. Eles foram chamados pelo diretório nacional e convidados a levantar uma bandeira branca, nem que seja provisória.

A eleição polêmica foi realizada durante encontro em Macapá no último dia 6. Após tumulto e pancadaria, o grupo de Joel Banha deixou o evento, mas o de Nogueira ficou e realizou a eleição alegando que tinham quórum. Nogueira foi declarado vencedor.

Banha ingressou com recurso na Secretaria de Organização Nacional do PT (Sorg) que emitiu parecer pelo cancelamento, sem entrar no mérito.

“Não há vencedor e nem vencido”, disse Nogueira nas redes sociais. 

Momento de tumulto na eleição do dia 6 de maio. Foto: Reprodução

As duas lideranças foram chamadas e entraram em acordo. Os delegados eleitos foram mantidos, o que favorece Nogueira na luta por espaço no diretório nacional que terá eleição no dia 1º de junho.

Por outro lado, Joel Banha ganhou o direito de disputar mais uma vez a eleição. O próximo encontro será no dia 17,  em Macapá, e será fiscalizado por dois membros da executiva nacional. Nogueira também está no páreo, já que o recurso que tentava impedi-lo de participar foi indeferido.

Compartilhamentos