Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

No fim da tarde da quinta-feira, 04, ocorreu a abertura oficial da 5ª Conferência das Cidades de Santana, que tem a intenção de discutir os problemas macros do segundo município mais populoso do Amapá. Parlamentares, entidades sindicais, gestores públicos, sociedade civil organizada, entre outras autoridades estiveram participando.

O prefeito de Santana, Ofirney Sadala (PHS) disse que o principal problema a ser discutido nos dias de conferência é a questão da mobilidade urbana.

“Não tenho dúvida e não precisa ser nenhum mágico para saber que o principal problema de Santana é a buraqueira nas ruas e o saneamento básico. Vamos discutir também sobre a baixada do Ambrósio entre outros pontos macros”, disse o prefeito.

População de Santana participou da cerimônia de abertura. Fotos: Fernando Santos

Da Conferência Municipal serão elencadas 5 propostas e a escolha dos delegados que irão para conferências estadual e nacional.

“Com essa conferência vamos ter facilitação de acesso aos recursos do Ministério das Cidades, aos recursos que são gerenciados pela Caixa Econômica Federal. É importante que a população participe e coloque suas ideias para que daqui saiam as 5 propostas que serão defendidas para o desenvolvimento de Santana. Hoje foi só a abertura”, concluiu Sadala.

Ofirney Sadala: conferência facilita acesso a recursos para o município

A cadeirante Maria Almeida participou e disse que pretende pontuar na conferência, questões de acessibilidade.

“É de extrema importância, porque nós vamos estar lutando por uma inclusão social dentro do município que realmente faça parte do governo, ou seja, nós precisamos de uma cidade planejada para todos, onde possa ir e vir sem precisar de muita ajuda.Nós pretendemos fazer um delegado que possa defender a inclusão social”, disse Maria Almeida.

Maria Almeida: luta por inclusão social no município

Compartilhamentos