Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

Equipes de saúde da Prefeitura de Santana, segunda mais populosa cidade do Amapá, precisam vacinar 27,2 mil pessoas contra a gripe influenza. A campanha começou nesta quarta-feira (17) no município.

Em Santana, a procura ainda não é a ideal, mesmo com intensa divulgação. De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Ediana Marques, as pessoas não têm levado tanto a sério a vacina.

Procura no primeiro dia foi considerada baixa. Fotos: Comunicação PMS

“As pessoas pensam que essa vacina é contra uma simples gripe, mas não é. Ela serve para combater a gripe que mata. É importante que a população procure os postos de vacinação que estão concentrados em todas as Unidades Básicas. Inclusive hoje estamos no Super Fácil como estratégia”, explicou a coordenadora.

Quantitativo e classificação de grupos prioritários

Em Santana, precisam ser vacinadas: 

3,5 mil crianças de 6 meses a menores de 4 anos 11 meses e 29 dias.

6.359 (seis mil trezentos e cinquenta e nove) crianças de 2 a 4 anos.

2.304 (dois mil trezentos e quatro) trabalhadores da saúde

1.764 (mil setecentos e sessenta e quatro) Gestantes

293 (duzentas e noventa e três) puerperas

5.741 (cinco mil setecentos e quarenta e um) idosos

4.745 (quatro mil setecentos e quarenta e cinco) com morbidade.

Professores que antes não estavam no público alvo, agora passaram a ser inseridos, são 2,5 mil.

Ações

Para alcançar os profissionais da educação, a coordenação de imunização de Santana, vem intensificando ações de vacinação dentro de escolas.

Servidores da saúde participando

“Nós estamos indo até os professores. Estamos montando ações dentro das escolas. Acredito que assim vamos conseguir o maior número”, informou Ediana Marques.

A campanha também está intensa nas áreas rurais de Santana. A meta é vacinar 3 mil pessoas de comunidades distantes.

No sábado (20), a vacinação será intensificada durante uma ação social que ocorrerá no Bairro do Elesbão, a partir das 8h da manhã.]

Prefeito de Santana, Ofirney Sadala, participa do Dia D

A vacinação contra o influenza encerra no próximo dia 26 de maio.

“Nós montamos ações em pontos estratégicos para alcançarmos a meta. Estamos fazendo a campanha extramuros que são pontos na cidade. Vamos colocar em academias, em supermercados e também fomos procurados para colocar na Apae e Casa da Hospitalidade. Então é importante que a população se conscientize”, concluiu.

Idosos estão no considerado grupo de risco do influenza e precisam também da vacina

A influenza é uma doença respiratória, infecciosa de origem viral que pode levar ao óbito, principalmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco, que são elas:

Crianças menores de 5 anos, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, pacientes com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Compartilhamentos