Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (Sims) programa para o dia 30 de junho a entrega da segunda fase do Conjunto Habitacional Macapaba, localizado na Zona Norte de Macapá. Atualmente, apenas pouco mais de 2 mil famílias estão aptas para as 2,2 mil moradias do lugar.

O conjunto que tem sua entrega adiada desde setembro do ano passado, já sanou as questões de esgoto, de energia e acabamento. Atualmente, falta apenas que a Caixa Econômica Federal termine os dossiês, assim liberando os cadastros aptos para o sorteio que tem previsão para a primeira quinzena de junho.

“Nós já sanamos algumas pendências, mas tem o tramite normal do sistema. Algumas pessoas esquecem de pagar multas e entregar documento à Caixa e tudo isso vai atrasando”, frisou a secretária adjunta da Sims, Luzia Grunho.

Luzia Grunho: restam trâmites burocráticos. Foto: Cássia Lima

Segundo a secretaria adjunta, é importante as famílias acompanharem a movimentação da Caixa por meio do sistema do Superfácil. Até esta terça-feira (30), a Caixa já tinha terminado e tornado apto o dossiê de cerca de 2 mil famílias.

“Alguns pessoas estão inaptas para o sorteio devido a documentações simples e até cópias de documento. É importante todos ficarem atentos porque depois do sorteio só pode recorrer por meio judicial”, ressaltou Grunho.

O cronograma de entrega da Sims obedece à determinação da Justiça Federal que deu o prazo do mês de junho para a entrega da segunda parte da obra. Na determinação assinada pelo juiz federal João Bosco, é solicitado ainda documentos que comprovem a intenção de compra de móveis para as duas escolas que estão sendo construídas no conjunto.

Além dos apartamentos e das escolas, está prevista a instalação de uma área comercial contendo supermercado, padaria, farmácia, lotérica e uma Unidade Básica de Saúde (UBS), que devem ficar prontas este ano.

Macapaba II

O Macapaba II terá 2,2 mil moradias entre apartamentos e casa populares. 50% das unidades estão selecionadas para famílias da ampla concorrência e os outros 50% são à demanda dirigida que possui vítimas do sinistro no Perpétuo Socorro.

Compartilhamentos