Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Para evitar acidentes envolvendo o uso de cerol em pipas, como os 6 registrados no ano passado, a prefeitura de Macapá realiza uma campanha contra a utilização do material.

Com palestras de prevenção nas escolas e com fiscalizações nas ruas, a prefeitura busca com as ações evitar esse tipo de acidentes. Em Macapá,uma Lei Municipal, aprovada em 2005, proíbe o uso do produto cortante.

 O cerol, mistura de vidro em pó com cola, é um material cortante que pode causar ferimentos graves e até fatais. Ciclistas e motociclistas são as principais vítimas no trânsito.

Cerol apreendido pela prefeitura. Fotos: ascom/PMM

Nas palestras, realizadas pelo comandante da Guarda Municipal, Ubiranildo Macedo, crianças e adolescente são alertadas do manuseio do material em área urbana.

Macedo mostra ainda que, além do uso do cerol, correr atrás de pipas nas ruas em meio aos veículos põe em risco a vida dos próprios praticantes da brincadeira.

Por outro lado, a campanha repressiva é feita em ações de fiscalização e apreensão de pipas com cerol na linha. Este tipo de atividade ocorre em todos os bairros e praças da cidade, e também nos distritos de Macapá.

Comandante da Guarda Municipal, Ubiranildo Macedo, realiza palestras nas escolas

Os acidentes envolvendo cerol no ano passado foram todos no Perpétuo Socorro. Também foram recolhidos 60 quilos de carretéis com cerol.

Quem flagrar o uso de cerol em pipas pode acionar a Guarda Municipal pelo número 98801-1153.

Compartilhamentos