Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Populares cansados de assistir objetos sendo furtados de suas casas para serem trocados por drogas, criaram coragem e acionaram a Polícia Militar na tarde desta terça-feira (6). O Bope conseguiu prender dois acusados no Bairro Pantanal, na zona norte de Macapá.

A casa foi indicada por moradores que abordaram uma equipe do Bope que fazia patrulhamento na comunidade. Os populares indicaram uma residência onde ladrões estariam sempre trocando objetos furtados por entorpecentes.

Ao todo, 263 porções de crack e maconha foram encontradas na residência. Fotos: Olho de Boto

Armas para se defender de traficantes rivais, diz o Bope

 

Ao chegar na casa, os policiais conversaram com a proprietária que permitiu a entrada das equipes para uma revista. Os policiais encontraram muitos objetos suspeitos, entre eles, bombas d’água e aparelhos de multimídia.

Dois homens estavam dentro da residência: Marlisson Nunes Coimbra, de 24 anos; e Daniel Valadares de Oliveira, de 19 anos. Daniel Valadares, que já responde por furto e roubo, confessou ser viciado e autor dos furtos na região.

No imóvel, foram encontradas 263 porções de crack e maconha prontas para serem vendidas, além de uma espingarda calibre 28 e uma arma caseira calibre 38, fabricada por Marlisson Coimbra..

“Eles precisam das armas para se defender de outros traficantes da concorrência, ou para usar contra outros bandidos e contra a própria polícia. Mas nesse momento ele não reagiu”, comentou o tenente Hércules, do Bope.

Marlisson Coimbra e Daniel Valadares foram presos por tráfico. Os dois já respondem a outros processos

Marlisson Coimbra,  apontado como o proprietário da droga, teria fabricado a arma caseira e já responde a um processo por receptação. Os dois foram apresentados no Ciosp do Pacoval e serão encaminhados para audiência de custódia. 

 

Compartilhamentos