Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil vai investigar o assassinato de uma cozinheira ocorrido na madrugada deste domingo (11), na zona sul de Macapá.

Tudo o que a polícia tem até agora é o relato do marido da vítima, o lavrador Raimundo Nonato Silva Reis, de 48 anos.

Ele procurou o Ciosp do Pacoval para registrar o que teria ocorrido. Segundo ele, eram 4h da madrugada quando alguém bateu na porta da residência da família, na Travessa Fortunato Peres, no Bairro Novo Buritizal.

A esposa dele, a cozinheira Erineide da Silva Trindade, de 49 anos, atendeu. Alguém do lado de fora a chamou pelo apelido, “Cacheada”.

Assim que ela abriu a porta, o homem efetuou quatro disparos de pistola. Os tiros acertaram o tórax e as pernas da vítima. O marido afirmou que o assassino estava na companhia de outro comparsa em uma motocicleta. Os dois conseguiram fugir logo depois do crime, e ainda não foram identificados.

Uma equipe do 1º Batalhão da Polícia Militar chegou a ir para o local, mas a vítima já estava morta. Socorristas do Corpo de Bombeiros confirmaram o óbito ainda na casa da vítima. Ainda não há informações sobre a motivação do homicídio. 

Compartilhamentos