Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) anunciou investimentos de R$ 5,7 bilhões em geração de energia elétrica na região. Foi durante a noite de homenagens a autoridades que contribuíram com o desenvolvimento e a preservação da Amazônia.

A homenagem ocorreu durante a 16° Reunião do Conselho Deliberativo da Sudam, e foi presidida pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, na noite de sexta-feira (23), em Belém.

Foram homenageadas autoridades de Rondônia, Roraima, Pará, Acre e do Amapá. Os amapaenses escolhidos foram o senador Davi Alcolumbre (DEM) e o vice-governador Papaléo Paes.

Reunião do Condel em Belém, nesta sexta-feira (23). Fotos: Divulgação

Davi comandou a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado e também foi presidente da Comissão de Meio Ambiente. Ele e Papaléo Paes receberam a Comenda do Mérito Amazônico, concedida pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), desde 2014.

“O olhar do mundo hoje está voltado para a Amazônia e sua região. Alterações na nossa biodiversidade influenciam os aspectos climáticos no resto do planeta; por esse motivo é fundamental executar políticas nacionais sem a degradação do meio ambiente e, conscientes das necessidades econômicas e sociais de nossa população. A homenagem que recebi da Sudam, me deixa ainda mais comprometido com o desenvolvimento amazônico e com a sua preservação”, avaliou o senador.

Autoridades do Amapá e de outros estados receberam a comenda

O senador Davi comandou as comissões de Meio Ambiente e de Turismo do Senado

A Sudam anunciou a aplicação de R$ 5,7 bilhões do Fundo de Desenvolvimento da Amazônia (FDA), ainda em 2017, para projetos de geração de energia de todos os portes, transmissão e distribuição

“O Condel é de fundamental importância porque através dele é que são definidos os caminhos para o desenvolvimento da Amazônia Legal. Serão bilhões voltados totalmente para beneficiar a nossa região”, destacou Davi.

Para o superintendente da Sudam, Paulo Roberto Correia, é preciso diminuir as desigualdades regionais entre os Estados “Precisamos conscientizar-nos da importância do Condel enquanto fórum democrático onde deliberações estratégicas capazes de mudar a realidade da sociedade amazônida são tomadas. É neste conselho onde devemos unir forças para propormos juntos medidas necessárias ao alcance do tão sonhado desenvolvimento econômico e social para Região Amazônica”.

 

Compartilhamentos