Compartilhamentos

De Oiapoque, HUMBERTO BAÍA

Oiapoque, cidade a 590 quilômetros de Macapá, é a segunda cidade do Amapá a assumir os serviços de iluminação pública. A primeira foi Macapá, em maio.

A prefeitura absorveu os serviços na última quinta-feira (8) e já iniciou os reparos nas ruas onde há maior necessidade por meio de uma prestadora terceirizada.

Uma determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu que todas as prefeituras precisam assumir o serviço, mas muitos municípios estão questionando judicialmente esse repasse alegando falta de recursos e estrutura.  

Bairros mais críticos receberam prioridade. Fotos: Humberto Baía

Mais 500 pontos de iluminação estão sendo criados

Assim como em Macapá, em Oiapoque a prefeitura está recebendo da CEA os repasses da taxa de iluminação pública. 

Cerca de 500 novos pontos de iluminação estão sendo criados, e 80 serão reparados.

“Nossa preocupação é com bairros mais distantes do centro da cidade, onde a iluminação é precária, como na BR-156 e no (Bairro) Infraero. O objetivo em médio prazo é atender pelo menos 60% da cidade”, diz a prefeitura de Oiapoque, Maria Orlanda.

No campus da Universidade Federal do Amapá (Unifap), muitos alunos já foram vítimas de assaltos na BR 156 por conta da escuridão.

Compartilhamentos