Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A vereadora Socorro Nogueira (PT) publicou nesta sexta-feira (23) uma nota que indica que ela e seu partido devem abandonar a base de sustentação do prefeito de Santana, Ofirney Sadala (PHS), na Câmara.

A parlamentar justifica a ida para a oposição dizendo que não existe plano de desenvolvimento para o o segundo município mais populoso do Amapá e que as sugestões apresentadas para a solução dos problemas existentes não são levadas em consideração pelo atual gestor.

Segundo a petista, problemas que há muito não existiam em Santana ressurgem por falta de planejamento e ação. Socorro Nogueira também destaca que ela e o PT apoiaram os seis primeiros meses da administração com o intuito ajudar na reconstrução da cidade.

A continuidade do apoio, porém, estava condicionada ao comportamento da prefeitura em como enfrentaria o novo desafio. 

“Contribuir com a administração é estar junto, opinar, criticar, indicar soluções e enfrentar os problemas do dia-a-dia. Votei favoravelmente em todas as matérias encaminhadas pelo chefe do poder executivo, embora sendo algumas do meu desagrado pessoal, no entanto, cumpri com a determinação partidária e do nosso mandato, dando crédito ao gestor”, recorda a vereadora em trecho da nota.

A parlamentar disse ainda que os propósitos propalados em campanha por Ofirney Sadala não foram cumpridos. Segundo ela, o PT apresentará nos próximos dias posicionamento oficial sobre a relação com a prefeitura. 

Socorro Nogueira é irmã do ex-prefeito de Santana, Antonio Nogueira. A vereadora é a única petista na Câmara de Vereadores do município.

Compartilhamentos