Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Quatro jovens morreram afogados dentro do carro depois que o veículo despencou da Ponte do Anaurapucu, na comunidade de Vila Nova, município de Mazagão. O acidente ocorreu na noite deste domingo (25) na Rodovia AP-010. Apenas uma pessoa sobreviveu.

Eram 20h quando o veículo, que trafegava no sentido Mazagão/Santana, se aproximou da ponte de madeira, bateu numa pilastra de proteção e mergulhou no Rio Vila Nova. A queda foi de aproximadamente 20 metros. O veículo ficou submerso com os passageiros dentro. 

Carro caiu de uma altura de 20 metros. Fotos: Olho de Boto

Corpo de um dos adolescentes é levado pela PM

“Vinha com uma velocidade muito grande, bateu e caiu. O pessoal pulou pra socorrer, mas só um sobreviveu. (…). Eles (as vítimas) gritavam, mas não conseguiram sair do carro. Ficamos com muita pena, mas não conseguimos salvar. Os vidros estavam fechados, mas uma porta chegou a abrir com o impacto”, explicou Raimundo Ferreira, que disse ao portal SELESNAFES.COM ter visto o acidente acontecer. 

“Estavam desacordados. Tiramos primeiro o mais velho, depois ele começou a tossir. Os outros estavam presos. Logo que avistamos (o carro caindo) nós pulamos atrás”, comentou João Paulo, morador que pulou no rio para tentar salvar os ocupantes.

Passageiros de outros carros no local exato onde o carro despencou

Impacto do veículo arrancou proteção da ponte

Segundo ele, havia chovido muito e a ponte estava escorregadia.  As vítimas eram todas do município de Santana e voltavam de um passeio. 

A Polícia Militar confirmou que estavam dentro do veículo:

Cleiton Silva da Costa, de 23 anos

Rafaela Figueiredo Marques, de 27 anos

Lincon Silva Braz, de 13 anos

Caio Vitor da Costa, de 12 anos

Welisson Souza Braz, de 39 anos, proprietário do veículo e único sobrevivente.

Segundo o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), o único sobrevivente relatou que passou a direção para outra pessoa não habilitada, que seria Cleiton Silva da Costa, mas essa versão ainda precisa ser confirmada com a perícia. 

“Ele confessou que estava embriagado e teria passado a condução para o senhor Cleiton que não era habilitado. Além disso estava chovendo, e algumas pessoas filmaram que o carro fazia fazendo zig zague, bateu na quina da ponte e perdeu o controle”, relatou o comandante do BPRE, capitão Rondinelle Marques.

“Estava escuro, e essas pontes de madeira não têm iluminação e a sinalização é deficiente. Isso já ocorreu outras vezes”, comentou o comandante do BPRE, capitão Rondinelle Marques.

Equipe do BPRE e da Polícia Técnica no local: escuridão e possível imprudência

Corpos são removidos pela Politec para Macapá

Durante a noite, as pontes de madeira são consideradas extremamente perigosas.  

“Muito escuro, e a sinalização é deficiente. Infelizmente outros acidentes já ocorreram”, acrescentou o comandante.

Os corpos foram levados para a Polícia Técnica do Amapá (Politec) e devem ser liberados ainda pela manhã para as famílias. O proprietário do carro continua internado no Hospital de Emergência de Macapá.

Compartilhamentos