Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A juíza Larrisa Noronha Antunes, que comanda a Vara da Infância e Juventude, no município de Santana, fez uma revelação assustadora sobre os crimes sexuais envolvendo crianças e adolescentes.

Segundo ela, apenas um em cada quatro crimes são denunciados às autoridades. A afirmação foi feita durante um programa do Tribunal de Justiça do Amapá na Rádio Universitária FM, da Unifap.

“O abuso sexual contra crianças e adolescentes existe desde sempre. Acreditamos que aumentaram as denúncias, mas, sabemos que essas denúncias são meramente a ponta do iceberg, elas representam apenas um quarto dos crimes que realmente ocorrem”, garantiu ela.

A magistrada também disse algo que já se sabe há muito tempo: é preciso fortalecer a rede de proteção, composta por delegacias de polícia, escolas, Ministério Público e o Judiciário. E pediu que as pessoas denunciem mais.

“ Precisamos usar mais o Disque 100 e sair dessa cultura do silêncio”, ponderou.

Um avanço citado por ela foi a dinâmica dos processos de adoção, que foram acelerados graças ao intenso trabalho das equipes da Vara da Infância. As crianças são vítimas de abandono e violência. Audiências têm sido realizadas dentro doa abrigos, como a Casa Marcelo Cândia e a Casa da Hospitalidade.

Compartilhamentos