MP inicia trabalho com grupo especializado no combate ao crime organizado

O grupo busca combater delitos de alta complexidade nas esferas sociais
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Ministério Público Estadual entregou na sexta-feira (2), as instalações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O grupo busca fortalecer o combate à corrupção em todas as esferas  da sociedade.

A entrega foi feita pelo procurador-geral de Justiça do MP-AP, Márcio Augusto Alves. Na oportunidade, o promotor de Justiça Afonso Guimarães, foi escolhido para coordenar os trabalhos de prevenção e repressão de delitos de alta complexidade em conjunto com os órgãos de segurança Estadual e Federal, no âmbito do território amapaense.

Integrantes do grupo de combate ao crime organizado e o procurador geral do MP, Márcio Augusto Alves (centro). Fotos: Cássia Lima

 “Temos obrigação de fazer frente a essa criminalidade. Esse grupo é o elo entre o MP-AP e os órgãos que nós gostaríamos de trabalhar como parceiros para enfileirarmos nessa difícil tarefa de combate à corrupção e ao crime organizado”, frisou Afonso.

Para o PGJ o momento remonta à instalação do Ministério Público no Amapá, mas com uma propósito maior.

Gaeco fará parceria com outros órgãos em operações

“Demos uma guinada excepcional e tenho muito orgulho em dizer que, atualmente, nós temos uma das melhores estruturas dentre todas as unidades do Brasil. Vamos avançar ainda muito mais”, ressaltou Márcio Augusto Alves.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.