Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Ministério Público Estadual entregou na sexta-feira (2), as instalações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O grupo busca fortalecer o combate à corrupção em todas as esferas  da sociedade.

A entrega foi feita pelo procurador-geral de Justiça do MP-AP, Márcio Augusto Alves. Na oportunidade, o promotor de Justiça Afonso Guimarães, foi escolhido para coordenar os trabalhos de prevenção e repressão de delitos de alta complexidade em conjunto com os órgãos de segurança Estadual e Federal, no âmbito do território amapaense.

Integrantes do grupo de combate ao crime organizado e o procurador geral do MP, Márcio Augusto Alves (centro). Fotos: Cássia Lima

 “Temos obrigação de fazer frente a essa criminalidade. Esse grupo é o elo entre o MP-AP e os órgãos que nós gostaríamos de trabalhar como parceiros para enfileirarmos nessa difícil tarefa de combate à corrupção e ao crime organizado”, frisou Afonso.

Para o PGJ o momento remonta à instalação do Ministério Público no Amapá, mas com uma propósito maior.

Gaeco fará parceria com outros órgãos em operações

“Demos uma guinada excepcional e tenho muito orgulho em dizer que, atualmente, nós temos uma das melhores estruturas dentre todas as unidades do Brasil. Vamos avançar ainda muito mais”, ressaltou Márcio Augusto Alves.

Compartilhamentos