Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O atleta do Amapá que precisou fazer uma rifa para ir ao Mundial de Jiu-Jitsu, em São Paulo, fez bonito na competição. Nesta sexta-feira (7), Moisés dos Anjos ficou com o vice-campeonato. Ele perdeu na final para um atleta do Rio de Janeiro, na categoria até 88 quilos.

Em maio, o portal SELESNAFES mostrou a luta de Moisés, de 30 anos, para realizar uma rifa e, assim, conseguir os recursos para viajar. Depois da reportagem, o atleta conseguiu também apoio de empresários.

Só na Categoria Absoluto, onde Moisés também disputou, havia 38 competidores. Na terceira luta, faltando 5 segundos para terminar, o amapaense estava vencendo, mas o adversário conseguiu 2 pontos.

Medalha do vice-campeão mundial. Fotos: Divulgação

No dia seguinte, na final da Categoria Master 1 Meio Pesado, o rival era o mesmo atleta, da Academia Nova União, onde treina o ex-campeão mundial do UFC, José Aldo. Novamente, no finalzinho, Moisés viu a vitória escapar por pouco.

Apesar do segundo lugar, Moisés saiu da competição sentindo o gosto de vitória, especialmente depois de derrotar o primeiro adversário, que foi a falta de patrocínio. 

O plano agora é continuar treinando para o Pan-americano marcado para outubro, também no Brasil.

“As pessoas viram a minha correria na época para fazer a rifa, e que agora apareçam mais patrocinadores para eu me dedicar mais ao treino”, frisou o vice-campeão Mundial, Moisés dos Anjos.

Moisés na época da rifa: correndo atrás e treinando ao mesmo tempo

Compartilhamentos