Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Uma equipe mista iniciou nesta segunda-feira (17) a vistoria nas passarelas de Macapá que estão sendo recuperadas pela prefeitura da capital. Os recursos são de emenda do senador Davi Alcolumbre (DEM).

A primeira visita ocorreu na área de pontes da Avenida Guaranis, no Bairro do Buritizal, zona sul de Macapá. 

A equipe conversou com os moradores que fizeram observações sobre o andamento das obras. A primeira etapa prevê a recuperação de 12 quilômetros que vão custar R$ 1,3 milhão. Desta vez, os serviços estão sendo feitos com madeira de lei como a andiroba, com durabilidade entre 8 e 10 anos.

Os 301 metros da passarela da Avenida Guaranis foram recuperados em duas semanas. Fotos: Ascom

Senador e prefeito ouviram considerações dos moradores

Além da emenda, o serviço vai ganhar o reforço da madeira que sobrou da construção da usina de Belo Monte (PA). A doação de 10 mil metros cúbicos teve autorização do Ibama após articulação do senador.

A madeira está em fase de corte para utilização.

“(…) sei da importância (das obras) no cotidiano das famílias que residem nesses locais onde tantos sofrem com acidentes, dificuldades para coleta de lixo, transporte de pessoas com deficiência e outros problemas causados pela deterioração das passarelas que há anos não passavam por manutenção”, comentou Davi.

Segundo o prefeito Clécio Luís, mais de 30 mil famílias que vivem nas áreas de ressaca estão sendo beneficiadas.

“É nosso dever, estamos fazendo o que é necessário para essas famílias; mas é importante que a população colabore através da preservação do que está sendo feito e também com a limpeza da área, não jogando lixo no canal”.

A passarela da Avenida Guaranis tem 301 metros e foi recuperada em menos de 15 dias. Ainda neste semestre, as obras vão chegar a passarelas dos bairros Nova Esperança, Pacoval, Perpétuo Socorro, Jardim Marco Zero, Muca, Araxá, Beirol e Congós.

De acordo com a PMM, mais de 17 mil pessoas moram em áreas alagadas dos Congós.

Compartilhamentos