Compartilhamentos

ANNE KAROLINA

Desempregada, Anderlane Costa, de 26 anos, estava em busca de como enfrentar este momento de ajuste econômico. A jovem que mora em Santana decidiu parar de procurar um emprego e tentar outra alternativa, montar o seu próprio negócio. O primeiro passo foi dado nesta terça-feira, 18, durante o evento do projeto Caminho Empreendedor, na escola Estadual Augusto Antunes, em Santana. 

Participando das oficinas de empreendedorismo, Anderlane esclareceu dúvidas e encontrou o caminho para iniciar uma sociedade com a irmã.

“Quero montar um negócio com ela, já que não consigo um emprego e necessito de uma renda para manter a minha família”, disse a jovem. 

Daleth dos Santos: receita de brigadeiro e independência do ex-marido. Fotos: Ascom

Durante todo o dia, 200 mulheres estiveram juntas em busca de conhecimento para iniciar ou ampliar um empreendimento, como a doceira Daleteh dos Santos, de 26 anos. A empreendedora começou a fazer brigadeiros por necessidade, após separar-se do marido.

“Eu dependia do meu ex-marido para tudo e quando me separei me vi cheia de dívidas e sem saber o que fazer, fiquei desesperada”.

Com a ajuda de uma amiga que passou a receita do brigadeiro, Daleth utilizou R$ 25 para fazer os primeiros doces. Vendeu os produtos e conseguiu R$ 50, que posteriormente se transformaram em R$ 100, e assim ela expandiu as vendas e os sabores que atualmente são mais de 30.

“Estou conseguindo realizar o sonho de fazer uma faculdade e com esse projeto encontrei o caminho para ampliar meu negócio e melhorar a qualidade. Espero ter um espaço e aumentar mais ainda as minhas vendas”, afirmou.

Presidente da Frente Parlamentar, Marília Góes: mulheres que acreditaram e estão tendo resultados

O projeto Caminho é realizado pela Frente Parlamentar do Empreendedorismo, Cooperativismo e Economia Solidária (Fecesap), em parceria com a Agência de Fomento do Amapá (Afap).  Com o objetivo de capacitar mulheres que empreendem ou desejam empreender, o projeto percorrerá todo o Estado com oficinas, palestras e ações ligadas ao empreendedorismo. 

Santana é o segundo município a receber o Caminho Empreendedor.  O primeiro foi Mazagão, com mais de 200 participantes. Dessas, muitas estão atuando na festa de São Tiago e foram contempladas com financiamento da Afap.

“São frutos deste projeto, são mulheres que acreditaram e estão tendo resultados, a partir do trabalho que estamos desenvolvendo”, afirmou a deputada estadual Marília Góes (PDT), que preside a Fecesap.

Caminho do Empreendedor já passou por Mazagão e Santana

De acordo com a parlamentar, o empreendedorismo é o caminho para a independência dessas mulheres e elevação da autoestima.

“O Caminho Empreendedor é um projeto de empoderamento feminino por meio do empreendedorismo. Estamos mostrando para essas mulheres um caminho que pode ser trilhado e que pode transformar a vida de cada uma delas”, disse a deputada. 

Oficinas

O Caminho Empreendedor oferta oficinas sobre empreendedorismo. Durante o evento, as participantes aprendem sobre o tema, como iniciar um negócio, planejar, crescer, ter acesso as linhas de financiamento da Afap, coaching para empreendedor e vendas na internet com o auxílio de redes sociais.

Compartilhamentos