Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma briga de casal terminou em agressões e na morte do marido com uma facada. O homicídio ocorreu no fim da noite deste domingo (2), no Bairro do Buritizal, na zona sul de Macapá. A esposa se apresentou à policia e foi liberada.

Fabrício Sérgio da Silva Barbosa, de 24 anos, vivia com a esposa de 22 anos (defesa pediu para preservar o nome) em uma casa na Avenida Clodóvil Coelho. Eles administravam um pequeno restaurante no bairro.  Os dois têm um filho de 2 anos e viviam juntos há 4 anos.

Por volta das 23h, de acordo com a polícia, Fabrício Barbosa chegou em casa e houve uma discussão com a esposa. Segundo a defesa, ela foi agredida e reagiu para sobreviver.

“Ele vinha agredindo a ela. Não foi a primeira e nem a segunda vez, a família era sabedora disso. A minha cliente não aguentava mais tantas agressões, visto que a vítima (marido) bebia. A vítima a agarrou pelo pescoço e tentou enforcá-la, e numa reação natural de legítima defesa ela veio a golpeá-lo”, alegou o advogado da esposa, Marcelino Freitas.

O instrumento usado foi uma faca de cozinha. O golpe atingiu o abdômen do marido que foi levado pela própria esposa para o Hospital de Emergência de Macapá, onde ela permaneceu até a confirmação do óbito.

Em seguida, ela se apresentou espontaneamente à polícia e foi submetida a exame de corpo de delito na Polícia Técnica do Amapá (Politec).

Casal estava junto há 4 anos e administrava um pequeno restaurante. Foto: Reprodução

Depois do depoimento ao delegado de plantão no Ciosp, Leandro Totino, ela foi liberada para responder ao processo em liberdade. Apesar da tese de legítima defesa, a Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso, e ela deve ser indiciada pelo homicídio.

“Foi liberada por ter se apresentado espontaneamente. Além disso, ela levou o marido ao HE e ficou lá com ele durante todo o tempo”, comentou o advogado de defesa.

“Ela sempre era agredida porque ele tinha esse problema com bebida. Mas dessa vez foi a mais grave, perpassou todos os limites do que ela já havia passado. (…) ela já estava a ponto de morrer quando conseguiu pegar a faca”, acrescentou.

Segundo ele, a esposa nunca denunciou as agressões porque o marido sempre prometia que iria mudar. O portal SELESNAFES.COM não conseguiu contato com a família de Fabrício Barbosa.  

Compartilhamentos