Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Cerca de 600 famílias vítimas de um incêndio ocorrido no Bairro Perpétuo Socorro, no ano de 2013, estão isentas de pagar taxa relativa ao valor mensal da parcela de habitação em programas habitacionais.

A decisão sobre o caso foi obtida a partir de audiência entre o senador Davi Alcolumbre (DEM) e o ministro das Cidades, Bruno Araújo, ocorrida na quinta-feira (13). O senador amapaense articula a demanda desde o ano passado, quando passou a ser vice-líder do governo federal. A portaria que isenta às famílias foi assinada ontem mesmo pelo ministro e já está valendo.

Vivem, atualmente, em apartamentos do Programa Minha Casa Minha Vida 131 famílias atingidas pelo sinistro. Dessas, 31 no Conjunto Macapaba, indicadas pelo governo do Estado, e 100 no Mestre Oscar Santos, indicadas pela prefeitura de Macapá.

Senador Davi comemora conquista com ministro das Cidades: vitória das famílias. Foto: ascom senador Davi

“O próximo passo é a chamada por parte da Caixa Econômica Federal das famílias para assinatura do contrato de doação das unidades, sem encargo para elas”, disse o ministro Bruno Araújo.

Estado e Município haviam solicitado desde o ano passado para o governo federal a isenção para as famílias.

“Elas (as famílias) precisaram esperar mais de três anos por essa decisão, mas com nosso esforço e compromisso do ministro Bruno Araújo, nós conseguimos resolver essa pendência, ou seja, as famílias que perderam suas casas no incêndio do Perpétuo Socorro e estão morando em conjuntos do programa Minha Casa Minha Vida ou vão morar, não vão precisar pagar pelas moradias, elas estão isentas”, comemorou o senador Davi Alcolumbre.

Foto de capa: André Silva

Compartilhamentos