Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O comando da Guarda Municipal de Macapá (GCM) informou nesta sexta-feira (7) que existe um planejamento em andamento para retirada das famílias que ocupam uma área de ressaca, entre o Marabaixo II e III, na zona oeste de Macapá.

O planejamento está sendo discutido com a Promotoria de Meio Ambiente do Ministério Público do Amapá, responsável pela força tarefa de órgãos de fiscalização que combatem as novas invasões em áreas de ressaca. O grupo também é composto pela Defesa Civil e Batalhão Ambiental.

O último levantamento feito pela força tarefa detectou que mais de 150 famílias estão no local. Os primeiros invasores começaram a chegar a cerca de 3 anos.

Várias moradias foram vendidas, segundo a Guarda Municipal. Fotos: Seles Nafes

Houve desmatamento, poluição das águas que fazem parte da bacia da Lagoa dos Índios, e a invasão continua avançando, quase chegando no cinturão asfáltico do Marabaixo II.

“O MP vai decidir quando iremos agir em conjunto, porque existem pessoas morando há bastante tempo na área, e outras já até venderam barracos. A ação terá que ser do Estado e do município”, avisa o comandante da GCM, Ubiranildo Macedo.

Moradores do Marabaixo I e II dizem que arrombamentos e assaltos na região só aumentaram, nos últimos meses, na medida em que a invasão cresce. 

Compartilhamentos