Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um foragido da Justiça decidiu se apresentar espontaneamente no Ciosp do Pacoval na manhã deste sábado (1). Antônio Mauro Ferreira Gonçalves, de idade não informada, disse que estava há dois dias morando nas ruas, na região da orla de Macapá conhecida como “Cracolândia”.

O homem, segundo ele mesmo conta, é condenado por um roubo cometido no ano de 2015 e estava morando no município de Afuá, no Pará. Antônio Mauro Ferreira Gonçalves revelou também que, por conta do vício perdeu o emprego, foi abandonado pela mulher e filho. Por isso, passou a vagar pela rua.

“Sou dependente químico, usuário de crack e por isso perdi tudo, casa, moto, tudo que eu tinha, as drogas me fizeram perder as melhores amizades e acabei caindo nesse mundo para assaltar e me arrependi”, disse.

Foragido disse estar há dois dias na “cracolândia”. Fotos: Olho de Boto

Antonio disse também que pretende mudar de vida e se reintegrar na sociedade para recuperar a confiança dos amigos e da família.

“Vi que aquilo não era pra mim. Quero recuperar o que eu perdi. Quem tem esse problema de crack que nem eu tem que tentar ter força e tentar vencer porque Deus é maior. Várias pessoas que confiaram em mim deixaram de confiar, é isso que o crack causa, ele te humilha, te deixa uma pessoa desprezível”, concluiu.

Antônio Mauro Ferreira Gonçalves prestará mais esclarecimentos para o delegado de plantão e, se confirmada sua condenação, deverá ser encaminhado para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Compartilhamentos