Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O Hospital da Criança e do Adolescente abriu um anexo e agora dispõe de mais 40 leitos de internação e acolhimento, o que deve desafogar os corredores e enfermarias no Pronto Atendimento Infantil (PAI). O anexo fica na Avenida Procópio Rola, no Bairro Jesus de Nazaré, em Macapá, e começou a funcionar desde o dia 28 de junho.

“Nosso dever é prestar atendimento humanizado e de qualidade aos pacientes. Ver a satisfação no olhar de cada uma destas mães é gratificante e nos mostra que, mesmo diante de tanta dificuldade, estamos avançando”, avaliou o secretário de Saúde do Amapá, Gastão Calandrini.

Desde o mês passado, o PAI vinha enfrentando problemas de superlotação, com o tempo de espera para atendimento chegando a 8h nos dias mais críticos. O PAI realiza 3,5 mil atendimentos por mês. De acordo com a Sesa, durante o período chuvoso esse número aumenta para cerca de 4,8 mil.

Junho: PAI com corredores superlotados: sofrimento. Foto: Cássia Lima

O anexo do HCA foi transformado num pequeno hospital, com 60 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e nutricionistas espalhados numa estrutura de 10 enfermarias.

O atendimento continuará sendo o mesmo: primeiro é preciso procurar o PAI, onde a criança será avaliada. Se a urgência for confirmada, ela ficará em observação por 24h. Se a internação for necessária, ela será transferida em ambulância para o anexo onde permanecerá até receber alta. A medida é paliativa, enquanto duram as obras de reforma e ampliação do Hospital da Criança.

A Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) divulgou procedimentos que acompanhantes e pacientes devem seguir para garantir segurança e bem-estar:

1) Internados e acompanhantes devem vestir a roupa do hospital.

2) É proibida a entrada com alimentos.

3) Os horários de visita e de troca de acompanhante devem ser rigorosamente respeitados:

Visita: 15h às 16h

Troca de acompanhante: 7h às 9h e 18h às 19h

 

Compartilhamentos