Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um homem foi assassinado na madrugada desta sexta-feira (7) num provavelmente assalto, segundo a PM. A vítima foi um idoso, que teve a cabeça esmagada por compactador de solo feito de madeira, muito usado em obras da construção civil.

O homicídio aconteceu na Rua Anastácio Gaudêncio da Silva, mais conhecida como “Rua do Linhão”, na Estrada do Goiabal, zona oeste de Macapá. O corpo foi encontrado por volta das 4h, por moradores do bairro.

Na noite anterior, a vítima estava bebendo com mais três homens. Um deles, Railan dos Santos, disse à reportagem do portal SELESNAFES.COM que já estava em casa quando soube da morte pela boca do próprio assassino, que ele identificou como “Matrix”.

Vítima tinha recebido R$ 2 mil de um serviço no interior do Estado. Fotos: Olho de Boto

Os quatro beberam juntos até às 20h, quando Railan dos Santos disse que decidiu ir embora para casa.

“Esse rapaz (Matrix) bateu na minha casa a 1h da manhã para dizer que tinha assassinado esse senhor. Eu já estava dormindo quando ele chegou. Não falou mais nada e foi embora, não sei pra onde”, relatou dos Santos.

Há poucas informações sobre a vítima que dizia ter 67 anos, e foi identificada apenas como Arnaldo. Nas redondezas, ele era chamado pelo apelido, “de Breves”. Segundo relatos, morava há cerca de 3 anos no Goiabal.

“Ele não tinha uma casa fixa. Algumas pessoas acolhiam ele. (…) Ele tinha realizado um trabalho no interior e estava com a importância de R$ 2 mil. Até as roupas dele eles conseguiram levar”, relatou o sargento Alvin, do 6º BPM.

Idoso estava bebendo com mais 3 pessoas, segundo a PM. Um deles era um ex-detento, acusado do crime

De acordo com a PM, Matrix é na verdade Marcelo da Silva, um ex-detento do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) com passagens por vários crimes. Ele e a segunda pessoa que também estava na companhia da vítima ainda não foram localizados.

Compartilhamentos