Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A prefeitura de Macapá por meio do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua levou 20 pessoas para conhecer o Museu Sacaca, na última quarta-feira (19). Além do lazer, a ação voltada para moradores buscava diversão e resgate da dignidade.

O passeio é parte das atividades de férias do Centro. A ideia principal é inserir os moradores nos espaços públicos da cidade, além da busca pela cidadania.

Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2013 , moradores de Macapá não conhecem o plano piloto de sua cidade, seus monumentos e pontos turísticos. 

Conhecendo o museu e resgatando a cidadania, projeto insere moradores de rua nos espaços públicos. Foto: Lilian Monteiro

Experiência ficará na memória dos assistidos pelo Centro Pop

“O lugar que mais gostei foi o barco e a estátua do Sacaca. Fiquei muito feliz de meus companheiros estarem aqui”, disse Bernardo de Melo, de 55 anos.

O seu Bernardo de Melo, Elcio Ribeiro,de 44 anos; e Claudia Silva, de 42 anos, gostaram da experiência. Eles, que possuem poucos bens, afirmam que a experiência ficará guardada na memória.

Os moradores são atendidos pelo Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro-POP). A unidade é especializada em atendimento a pessoas acima de 18 anos, de ambos os sexos, que perderam os vínculos familiares, suas raízes, sua dignidade, que estão em alto nível de vulnerabilidade social, ou são dependentes de álcool e outras drogas, principalmente o crack.

“Essa foi uma boa oportunidade para os nossos usuários descobrirem a importância do Museu Sacaca e sua inserção como Patrimônio de Cultura do nosso estado”, explicou a assistente social do Centro POP, Maria Martins.

Próximo ponto turístico a ser visitado será o Curiaú

O centro funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, na Avenida Aurino Borges, n° 388, bairro São Lázaro, na rua que fica o Diário Oficial. São oferecidos encaminhamentos para a retirada de documentos e para inscrição nos programas sociais.

Na próxima quarta-feira (26), os moradores em situação de rua conhecerão o Curiaú.

Compartilhamentos