Servidores da limpeza hospitalar entram em greve

Trabalhadores alegam dois meses de salários atrasados
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Trabalhadores da empresa Bernacom entraram em greve por tempo indeterminado na manhã desta quinta-feira (27). Os servidores de limpeza hospitalar alegam atrasos no pagamento dos salários de 400 funcionários. A empresa alega atrasos de repasses da Secretaria de Saúde (Sesa).

Os trabalhadores fazem plantão de limpeza nos hospitais de Macapá e Santana, além da Unidade de Pronto Atendimento do município de Mazagão.

Rony Santos: servidores estão com contas atrasadas sem pagamento. Fotos: Cássia Lima

O Sindicato de Asseio e Conservação do Amapá (Stacap), afirma que procurou dialogo com a direção da Bernacom, mas foram informados de dívidas da Sesa com a empresa.

“A empresa fica nessa irresponsabilidade e alega dívidas da Sesa. Nós estamos sofrendo com contas atrasadas, com nossos filhos e estamos reivindicando nossos direitos”, destacou o diretor do sindicato, Rony Santos.

Greve é por tempo indeterminado

Segundo o diretor, os trabalhadores devem permanecer em greve por tempo indeterminado até a empresa e a Sesa informarem um prazo para pagamento dos salários.

A Secretaria de Saúde informou ao portal SELESNAFES.COM que irá marcar uma reunião com os grevistas e com a empresa e que se posicionará publicamente ainda hoje.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.