Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A praça do momento na capital foi palco de um homicídio no fim da noite deste domingo (20). Um jovem de 24 anos foi morto com vários tiros na cabeça na Praça Floriano Peixoto, no Bairro do Trem.

Testemunhas relataram a Polícia Militar que Joelson Bentes de Araújo conversava com algumas pessoas quando dois homens chegaram numa motocicleta.

“Segundo relatos os dois estariam encapuzados (…) demonstrando um planejamento, uma premeditação do crime”, observou o capitão Batista, oficial de operações do Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes).

Rapaz estava próximo de um dos lagos quando foi atingido pelos disparos. Fotos: Olho de Boto

Capitão Batista: crime premeditado extrapola o que o policiamento pode fazer

A vítima foi atingida por vários disparos na cabeça e no toráx, e morreu ainda no local. O oficial informou que a vítima já tinha passagem pelo Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), mas não soube dizer por qual crime.

O crime assusta por dois motivos: o local é amplamente frequentado por famílias, e muito vigiado pela Guarda Civil Municipal (GCM).

“Como é uma premeditação isso extrapola o que pode ser feito por um policiamento”, ponderou o capitão Batista.

A PM ainda não anunciou prisões nesse caso, e também não soube informar qual armamento utilizado no crime. Testemunhas relataram que os bandidos estava numa motocicleta vermelha. O local foi periciado pela Polícia Técnica do Amapá (Politec).

Praça é intensamente vigiada pela Guarda Civil Municipal

Joelson Bentes foi surpreendidos por dois homens encapuzados

Compartilhamentos