Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Com 326 mil cabeças de búfalos, o Amapá será sede em 2018 do 13º Encontro Brasileiro dos Criadores de Búfalo. A proposta do evento é fortalecer a cultura bubalina e atrair investidores para o Estado.

De acordo com Associação dos Criadores do Amapá (Acriap), o encontro reúne pecuaristas, empresários, estudantes, técnicos e entidades de pesquisa para discutir sobre os avanços da criação de bubalinos no Brasil.

“Buscamos trazer inovações e atrair empresários e pecuaristas do Brasil e do exterior. Nosso objetivo é uma maior visibilidade desse comércio no Amapá, assim como trazer investimentos”, destacou o diretor da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária (Diagro), José Renato Ribeiro.

Presidente da Diagro, José Renato Ribeiro: pecuária do AP ficará em evidência no encontro. Foto: Cássia Lima

O Amapá possui 326 mil cabeças de búfalos, o segundo maior rebanho do país, ficando atrás apenas do Estado do Pará. Segundo a Associação de Criadores do Estado, são 2,2 mil criadores de búfalos concentrados nos municípios de Cutias do Araguari, Amapá, Pracuuba e Mazagão.

O interesse do governo em sediar o evento é fomentar esse agronegócio e tornar o estado mais convidativo a esse tipo de ação. Além disso, o Amapá tem localização privilegiada por causa da fronteira com a Guiana Francesa e a proximidade com o Caribe e a América Central. O que torna o Estado um potencial para exportação.

A programação do encontro ainda não foi divulgada.

Compartilhamentos