Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Comissão Parlamentar de inquérito (CPI) que investiga irregularidades no BNDES no senado deliberou pela investigação dos empréstimos realizados pela instituição nos últimos 20 anos. 

O requerimento que trata sobre o tema foi apresentado pelo senador do Amapá Davi Alcolumbre (DEM), que preside a comissão. O parlamentar solicitou cópias dos contratos administrativos das operações.  

“Cobrei na CPI, por meio de um requerimento, a cópia dos contratos e seus aditivos de todos os empréstimos firmados no âmbito do programa de globalização das companhias nacionais, mais especificamente, aqueles concedidos na condição de linha de financiamento à internacionalização de empresas”, explicou o senador.

De acordo com o senador, a CPI será norteada pelo requerimento, pois mostrará se os financiamentos de investimentos seguiram critérios das instituições financeiras.

“Diante desses documentos, poderemos esclarecer quais critérios que as empresas seguiram, inclusive se havia monitoramento de indicadores do BNDES e se as concessões de empréstimo foram vantajosas para o país e benéficas para o povo”, complementou.

Convidados

Outros requerimentos da CPI aprovaram que técnicos e autoridades sejam convidados de instituições como BNDES, Ministério Público Federal, universidades, instituições de direito público e o TCU, que deve acompanhar os trabalhos da investigação.

Os trabalhos da comissão serão divididos em 3 fases: de 21 a 31 de agosto acontecerão de audiências públicas com especialistas; na segunda fase, serão dedicadas às oitivas de pessoas sugeridas pela comissão, que serão convocadas durante todo o mês de setembro; e, na terceira, a apresentação, discussão e votação do relatório.

Foto de capa: ascom senador Davi

Compartilhamentos