Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) emitiu um alerta para o mercado de investimentos sobre as empresas Êxito Assessoria e Êxito Consultoria, ambas do empresário Elton Félix Gobi Lira, preso desde junho no Estado do Pará acusado de crimes de estelionato. O comunicado é para que investidores e o público em geral não fechem negócios com as duas empresas.

O comunicado, assinado pelo presidente da entidade, Pablo Waldemar Renteria, foi expedido depois de uma reunião da CVM realizada no dia 1º de agosto. A entidade justificou que era notório no país que as duas empresas estavam oferecendo serviços de consultoria em investimentos e administração de carteiras.

A CVM afirma no comunicado, publicado no Diário Oficial da União, que as duas empresas não estão autorizadas pela comissão a exercer “quaisquer atividades no mercado de valores mobiliários (…) por não preencherem os requisitos previstos”.

Ainda no comunicado, a comissão determina que o empresário Elton Lira suspensa a veiculação no Brasil de “qualquer oferta de serviços de consultoria de valores mobiliários e de administração de carteiras”. O não cumprimento, enfatiza o comunicado, ensejará em multa diária de R$ 5 mil.

O empresário já perdeu recursos em primeira instância e no Tribunal de Justiça do Pará para responder ao processo em liberdade. Ele é acusado pelo Ministério Público de lesar famílias em quase R$ 1 milhão e em cerca de R$ 20 milhões fundos de previdência em municípios do interior do Pará e do Amapá.

De acordo com a polícia e o MP, o empresário teria se apropriado do dinheiro que deveria ter sido investido no mercado de valores.  A CVM é uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda para fiscalizar o mercado de investimentos e proteger os interesses dos investidores. 

 

Compartilhamentos