Compartilhamentos

SELES NAFES

A família do ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas do Amapá, Barreiro Crizanto, de 80 anos, confirmou ao portal SELESNAFES.COM que ele foi encontrado na noite da quarta-feira (16) em Belém, após ser reconhecido quando estava sentado em uma parada de ônibus, no Bairro de Nazaré, área central da capital do Pará.

Uma estudante o reconheceu por meio de uma postagem feita por uma das filhas de Crizanto nas redes sociais. Durante as mais de 24 horas de desaparecimento, a delegada geral de Polícia do Amapá, Lourdes Sousa, chegou a pedir apoio da delegacia geral do Pará, que se colocou à disposição para ajudar nas buscas.

Quando a estudante ligou para a polícia, o caso já era de desconhecimento da Delegacia de Proteção ao Idoso. Crizanto foi levado para o Aeroporto Val de Cans, em Belém.

“Nós já reencontramos com ele no aeroporto. Por enquanto ele vai continuar aqui em Belém para descansar e a gente se refazer desse susto. É provável que depois siga viagem para Brasília”, comentou um genro que não quis se identificar.

Uma selfie tirada por um membro da família mostra Crizanto logo após ser encontrado. Ele vestia as mesmas roupas que usava quando embarcou em Macapá, na tarde da última terça-feira (15), com destino a Brasília.

Na foto, o idoso está ao lado de um funcionário da Gol. A família pagou uma taxa para que a empresa acompanhasse Crizanto, que tem problemas de memória, durante toda a viagem. No entanto, ele acabou desembarcando despercebido em Belém e deixou o aeroporto.

Parentes acreditam que depois disso o idoso passou a subir e descer de vários ônibus até parar no Bairro de Nazaré. A família ainda não decidiu se irá processar a Gol, que lamentou o ocorrido em nota e disse estar prestando assistência à família.

Compartilhamentos