Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

As pessoas que estão indo visitar a sepultura de familiares na semana do Dia dos Pais, estão reclamando das péssimas condições que se encontra o cemitério São Francisco de Assis, localizado às margens Rodovia 210, na zona norte de Macapá. O mato está cobrindo boa parte das sepulturas o que torna as buscas pelos parentes  muito difícil.  

É o que diz a policial militar Núbia Rodrigues, de 35 anos, que foi homenagear o pai, na manhã de terça-feira (8). Ela contou que nem a cruz que havia na sepultura foi encontrada no lugar.

“Senti muita dificuldade para encontrar por causa da altura do mato. Nem a cruz que foi deixada lá foi encontrada, por isso resolvi tirar fotos porque  este domingo é Dia dos Pais e acredito que vai acontecer com outras pessoas também”, disse.

Familiares dizem estar com dificuldades para encontrar sepulturas. Fotos: André Silva

Mato toma conta de toda a área do cemitério

O autônomo, Marcos Antonio Sousa, de 45 anos, que estava fazendo a limpeza do mausoléu da família, disse que todos os anos tem o mesmo trabalho em retirar o mato.

“O mato cresce muito rápido e esse cemitério é muito grande”, falou o autônomo.

Mato cresce rapidamente no cemitério que precisaria de manutenção constante

Cruz de sepultura encontrada no matagal

A Secretaria Municipal de Manutenção Urbanística informou que o Cemitério São Francisco recebeu limpeza e foi ampliado nos meses de maio e junho. Esta semana todas as equipes estão concentradas no Cemitério São José, no Centro de Macapá. Na sexta-feira (11) a equipe da secretaria se deslocará para o São Francisco.   

Compartilhamentos