Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um condutor embriagado e flagrado por uma equipe do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BRPE) surpreendeu os policiais com uma atitude no mínimo diferente: ao saber que teria o veículo guinchado e que seria preso, ele decidiu colocar fogo na própria motocicleta.

O caso inusitado ocorreu por volta das 6h desta quarta-feira (16), na Rodovia AP-70, próximo do Curiaú. A equipe estava em patrulhamento quando decidiu abordar o motociclista. Logo de cara os policiais perceberam que ele havia ingerido muita bebida alcoólica.

O teste do etilômetro confirmou as suspeitas, e revelou um alto nível de embriaguez, 0,93 miligramas por litro de sangue, três vezes acima do tolerado, e considerado crime de trânsito.

Corpo de Bombeiros foi chamado debelar as chamas. Fotos: Olho de Boto

Ao se recusar a fazer o reteste, o condutor recebeu voz de prisão e soube que a motocicleta seria apreendida. Enfurecido, decidiu incendiar a motocicleta, uma Biz de cor preta. O veículo foi rapidamente consumido pelas chamas e ficou completamente destruído.

“O sistema mostrou que o último licenciamento da moto foi feito em 2006. Quando guincho chegou, ele se revoltou e ateou fogo em sua própria motocicleta”, relatou a tenente Angélica.

Aldomar Souza Galvão, de 38 anos, foi preso e conduzido ao Ciosp do Pacoval. Apesar da destruição, o que restou da moto também foi levado para o pátio do Detran. Detalhe: a dívida com impostos não foi queimada junto com a moto.

Moto ainda não havia sido queimada

O BPRE tem intensificado as abordagens atrás de condutores embriagados nas rodovias estaduais.

“É uma forma de prevenir os acidentes para que não aconteçam com ele (o motorista) e nem com outras pessoas. (…) Estamos realizando muitos testes de etilômetro todos os dias, especialmente nos fins de semana”, avisou a oficial.

Compartilhamentos