Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O homem acusado de matar um caseiro com um compactador de solo há dois meses foi preso na noite desta sexta-feira (25) quando estava em uma festa de pagode no Centro de Macapá.

Marcelo da Silva Barriga, de 29 anos, o “Matrix”, já cumpriu pena no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) por furto, e teve a prisão preventiva decretada pelo homicídio de um idoso de 67 anos. O crime ocorreu na madrugada de 7 de julho, em um sítio no Bairro do Goiabal, na zona oeste de Macapá.

A polícia acredita que a vítima, que teve a cabeça esmagada por um compactador de solo, foi morta porque tinha recebido R$ 2 mil de um serviço no interior do Estado. O idoso estava bebendo na companhia de Matrix que teria confessado o crime a um colega antes de fugir.

Matrix chega no Ciosp do Pacoval: não sou fresco

Na noite desta sexta-feira, ele foi reconhecido por policiais militares em uma festa de pagode na Avenida Almirante Barroso, no Centro de Macapá.

“Ele quis enganar a gente dizendo que não era ele, mas depois confirmamos o mandado de prisão contra ele”, comentou o soldado F.Costa, do 6º Batalhão. 

Questionado pelo portal SELESNAFES.COM, o acusado admitiu o crime, mas negou que tenha roubado. Segundo ele, o motivo teria sido uma brincadeira da vítima que ele não gostou.  

“Ele bateu na minha bunda. Eu não gostei. Não sou fresco. Engasguei ele, peguei o compactador e taquei ficha nele”, disse, já no Ciosp do Pacoval.

Como já estava com um mandado de prisão preventiva decretada, Matrix foi encaminhado direto para o Iapen.

Compartilhamentos